Carregando...
Sem categoria

O ponteiro do equilíbrio

Você tem um amigo “fiel da balança”? Ótimo. Ele jamais lhe deixará na mão.
A expressão “fiel da balança” é sinônimo de confiança e um fator de desempate.
Lembra-se daquela balança de pesinhos, que ainda hoje é usada por alguns comerciantes, mas que fica muito bem em qualquer sala para decorar? Tita Araújo que diga. Não é Tita? Qualquer utilidade doméstica vira uma obra de arte em suas mãos. 
No começo do século 20, essas balanças eram bem mais utilizadas porque não haviam supermercados e as pessoas faziam compras de cereais nas vendas e armazéns.  Nessas balanças, o peso era por comparação. De um lado, o comerciante colocava um peso-padrão e do outro, a mercadoria que o consumidor estava adquirindo. Quando a balança ficava no ponto de equilíbrio, era o sinal de que as massas dos dois pratos eram iguais e daí calculava-se o preço que seria pago pela mercadoria. Este ponto de equilíbrio, ou seja, o ponteirinho era chamado de “o fiel da balança”.
Mesmo depois que a balança de pesinhos começou a ser substituída, a partir da década de 30, a expressão “fiel da balança” atravessou o tempo e indica o equilíbrio entre os dois lados, sendo, portanto, confiável.
Acredito que você deve conhecer centenas de pessoas. Mas, se colocasse de um lado os pesinhos e do outro todas essas pessoas, será que haveria o equilíbrio? Cá entre nós, essa medida nós usaríamos  para alguns escolhidos. Confessa!
Um excelente final de semana e aproveite os amigos que estão nesse ponto de equilíbrio. É o que vou fazer. Beijo grande.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up